A linguagem de programação PHP é provavelmente a linguagem de desenvolvimento web mais popular de momento. Estima-se que mais de 20 milhões de domínios usem PHP, e entre eles temos os famosos Wikipedia e Facebook, ou ainda alguns CMS como WordPress, Drupal, Tumblr e outras plataformas para criar um blog. Sendo esta linguagem das mais utilizadas a nível mundial, é expectável que hajam milhares de pessoas à procura de dicas e estratégias de como programar bem e rápido. Já partilhámos algumas dicas de como programar mais rápido, e neste artigo vamos partilhar 10 Estratégias para se tornar um melhor programador PHP.

Muitos dos programadores experientes de hoje teriam pago para lhes terem ensinado este tipo de dicas e estratégias quando começaram a programar PHP. Eles aprenderam da maneira mais difícil, mas você tem agora hipótese de ir pelo caminho mais fácil. Confira!

1. UTILIZE FUNÇÕES NATIVAS PHP

Enquanto programador, irá escrever código mais simples e em outras vezes código mais complicado. Há uma grande probabilidade de alguma função que está a escrever exista no núcleo de funções nativas PHP, por isso, se dá por si a tentar fazer algo comum, é muito provável que essa função ou classe nativa exista para o auxiliar. É importante dar uma olhada no manual PHP antes de criar as suas próprias funções. Se elas existem, porquê ter o trabalho e perder tempo a criá-las de novo?

2. FICHEIRO DE CONFIGURAÇÃO

Este ponto é fulcral em vários aspectos, dá maior segurança, poupa trabalho e acima de tudo poupa imenso tempo. Não há necessidade absolutamente nenhuma de ter, por exemplo, os dados de acesso à base de dados (utilizador, password, host) escritos em todas as páginas em que necessita deles. Para isso cria-se um ficheiro de configuração onde estão inseridos esses dados, e incluí-lo nos scripts. Desta forma, quando necessitar de alterar dados, irá alterar apenas em 1 ficheiro, e não em 10, 50, ou 100. Além deste tipo de dados, poderá guardar nesse ficheiro de configuração algumas funções ou constantes que use regularmente. No final de contas, poupa imenso tempo.

3. LIVRE-SE DE DADOS PARA SUA SEGURANÇA

As SQL injections são muito comuns, e para evitar problemas de futuro, nomeadamente a nível de segurança, é importante que se livre dos dados que foram introduzidos na base de dados. Os ataques XSS são frequentes, e a única maneira de se ver livre de todos esses problemas é livrando-se dos dados de forma segura. Para o fazer poderá utilizar a função mysql_real_escape_string , que pega na sua string e livra-se dela. Se usar esta função juntamente com htmlspecialchars (que converte caracteres HTML, por exemplo torna-se %lt;script> ) irá proteger a sua base de dados e ao mesmo tempo proteger-se contra os ataques XSS. Não é difícil de aplicar e livra-o de imensos problemas futuramente.

4. UTILIZE OS RELATÓRIOS DE ERROS

Quando está a programar e a desenvolver um qualquer projecto, é importante ter conhecimento dos erros reportados pelos scripts. Um ecrã branco não ajuda em nada, e por isso mesmo é necessário utilizar os relatórios de erros. Para isso deve ter ligados o error_reporting e display_errors para ter a possibilidade de ver os erros que o ajudarão a identificar onde estão os problemas nos seus scripts. Isto pode ser configurado no ficheiro de configuração php.ini do seu servidor, ou em alternativa se não tiver acesso a esse ficheiro, defina-o no início dos seus scripts PHP utilizando a função ini_set() para definir display_errors para 1.

A razão pela qual deverá ter os relatórios de erros é óbvia, poupar tempo: Quanto mais depressa detectar os erros, mais depressa os resolve. No final, com o produto pronto, desligue o error_reporting e o display_errors.

5. NÃO EXAGERE NOS COMENTÁRIOS AO CÓDIGO

Um código bem organizado é uma boa prática, mas não exageremos nos comentários. Estar a comentar coisas que são demasiado óbvias, tanto pelo próprio código que possa ser explicativo, como pelo seguimento dele, é inútil, não há necessidade de estar a comentar todas as linhas de código, só irá estar a perder tempo precioso. Comente as partes mais complicadas de perceber, para que quando olhar para o código um dia mais tarde, possa imediatamente saber do que se trata. Em termos de exemplo, podemos ter o seguinte:

/* Ligação à base de dados */

$hostname = "localhost";
$utilizador = "administrador";
$password = "password";
$nome_db = "basededados";

$conexao_bd = mysql_connect($hostname, $utilizador, $password) or die(mysql_error());
$selecciona_bd = mysql_select_db($nome_db) or die(mysql_error());

/*Fim de Ligação à base de dados */

Este é um bom exemplo de comentários ao código. O próprio código é bastante explícito, não necessita de estar a comentar todas as linhas. Por outro lado:

/* Ligação à base de dados */

$hostname = "localhost"; // Host
$utilizador = "administrador"; // Nome de Utilizador
$password = "password"; // Password do Utilizador
$nome_db = "basededados"; // Nome da Base de Dados

// Aqui liga à base de dados, caso contrário dá o erro
$conexao_bd = mysql_connect($hostname, $utilizador, $password) or die(mysql_error());

// Aqui selecciona à base de dados, caso contrário da o erro
$selecciona_bd = mysql_select_db($nome_db) or die(mysql_error());

/*Fim de Ligação à base de dados */

Este é o exemplo de comentários abusivos e desnecessários. Não há mesmo necessidade de fazer todos estes comentários. Estamos a falar de apenas um trecho de código de 11 linhas, e abusando nos comentários perdeu tempo ao escrever mais 195 caracteres e 3 linhas!

6. MANTENHA OS SEUS SNIPPETS À MÃO

Durante os seus projectos, irá escrever várias vezes as mesmas coisas. Já falámos disto anteriormente em 8 Estratégias Para Programar Mais Rápido, e é importante ter os snippets que mais utilizamos sempre à mão. Existem várias aplicações para o auxiliar nesta otimização, e uma aplicação que faz bem a sua tarefa, gratuitamente, é Snippely. Existem outras como Snippet, Code Collector ou ainda uma opção online Snipplr (Que como falamos em 8 Estratégias para Programar Mais Rápido, não é a melhor opção em termos de otimização de tempo). Além destas opções, existem algumas como Dreamweaver e Eclipse que permitem guardar código dentro da própria aplicação, que se forem os seus editores de preferência, irão fazer o trabalho. Poderá ainda optar por uma solução mais artesanal, criando um directório “Snippets” e inserindo cada snippet em um ficheiro de texto. Adicionalmente poderá inserir este directório no Dropbox se utilizar computadores diferentes, tendo assim acesso aos seus códigos em qualquer lugar.

7. UTILIZE UM BOM EDITOR

Utilizar um bom editor é meio caminho andado para otimizar o seu tempo enquanto programador. O realce de sintaxe é um ponto fulcral num editor de código, mas existem outras funcionalidades que também são importantes, como ferramentas de detecção e correcção. Aconselha-se a fazer um pequeno inquérito a si mesmo para perceber qual o tipo de editor que mais se adequa a si – Poderá encontrar isto no artigo 8 Estratégias Para Programar Mais Rápido.

8. UTILIZE UMA FERRAMENTA DE ADMINISTRAÇÃO MYSQL

Existem alguns programadores que adoram trabalhar em MySQL através da linha de comandos – Pessoalmente acho isso uma loucura, quando existem ferramentas como phpMyAdmin. Por isso, não perca tempo a aprender a trabalhar com MySQL através da linha de comandos, isso é extremo. Utilize por exemplo phpMyAdmin, uma interface gráfica que é a mais utilizada em todo o mundo. Por alguma razão será, é intuitiva e tem tudo aquilo que é necessário para se tratar de tudo o que é necessário na administração de bases de dados.

9. UTILIZE UM PHP FRAMEWORK

Utilizar um PHP Framework como o Cake PHP pode ser um boost na sua rapidez e produtividade ao longo da programação de uma aplicação web. A curva de aprendizagem é bastante pequena e terá de ler alguns textos sobre o funcionamento da API, mas isto só lhe irá trazer imensos benefícios, rapidez e produtividade a curto prazo. Utilizar um PHP Framework irá forçá-lo a utilizar as melhores técnicas e modelos de programação, que poderá não estar a utilizar.

Além disso, é particularmente útil se pretender partilhar o seu código com outras pessoas mais tarde ou quando tem de trabalhar em conjunto com colegas no mesmo projecto – Fornece-lhe uma plataforma estandardizada para trabalhar e criar aplicações web.

10. PARTILHE E RECEBA CONHECIMENTO ABERTAMENTE

Niguém sabe tudo, e como se costuma dizer, duas cabeças pensam melhor que uma. Partilhe os seus conhecimentos com outros programadores e recebe o conhecimento deles também. Existem milhares e milhares de programadores que estudam todos os dias as linguagens, e garantidamente há sempre alguém que sabe algo mais que você. Esta é uma ótima maneira de travar conhecimento e adquirir novas técnicas e métodos que já foram testados e comprovados por outros desenvolvedores. Junte-se a uma comunidade e partilhe as suas experiências!

E VOCÊ, GOSTARIA DE PARTILHAR CONHECIMENTO?

Gostaria de partilhar conhecimento? Entre na onda, receba e partilhe as suas experiências, técnicas e métodos com a comunidade da Escola Criatividade! Participe!

Abraço

 

Autor: Diogo Espinha

Blog do Autor | Artigos do Autor:

Workaholic e totalmente viciado em computadores, Internet e desporto motorizado. Adora praticar desporto, é um curioso da programação em PHP, CSS e HTML5 e não dispensa a companhia do seu Mac OSX 86 Snow Leopard!

  • Explorer - Factory Construction & Ship Building Joomla Theme
  • Justice - Attorney and Law Firm Joomla Template
  • OwnFolio - One Page Personal Portfolio / vCard / Resume / Showcase Joomla Template
  • Big Business - Responsive Template
  • Merab - Creative Multipurpose Drupal 8 Theme
  • Fitness Academy Joomla Template
  • Fruition - Business Joomla Template
  • Educate | Education & Courses, Kindergartens Joomla Template
  • Constructive - Contractors Multipurpose Joomla Landing Page Theme
  • Vina Bubox - VirtueMart Joomla Template for Online Stores
  • BizOne - One Page Parallax Drupal Theme
  • LawHouse - Responsive Lawyers Attorneys Joomla Template

Gostou deste artigo? Então torne-se fã do Blog no Facebook!



Comentários dos Alunos


  1. Cleiton
    3 de fevereiro de 2011

    Legal o artigo! Só tem que mudar a frase “uma cabeça pensa melhor que duas” porque ficou meio estranho né? rs



    • Diogo Espinha
      3 de fevereiro de 2011

      Olá Cleiton, bem-vindo á Escola Criatividade!
      De facto troquei as palavras, obrigado pelo reparo :)

      Espero ver mais comentários seus, abraço!



  2. andrei
    3 de fevereiro de 2011

    Interessante seu blog, colocou várias dicas legais.

    Mas contra SQLInjection poderia ter falado em pdo…



  3. Tiago de Assis Gonçalves
    9 de fevereiro de 2011

    Bom artigo,

    referente ao item 8, eu uso a linha de comando e o MySql Workbench, as vezes uma tarefa simples você faz mais rápido na linha de comando do que via interface.

    Att.



  4. Andre
    28 de fevereiro de 2011

    Discordo completamente do amigo acima, eu também utilizo o mysql workblench para modelar minha base, mas o que eu faço? Depois de modelar ela inteira apenas clico com o botão direito nas tabela e do um ‘copy sql to clipboard’, vou no phpmyadmin, e abro a tag sql, e depois disso ? Somente o CONTROL+C e o CONTROL+V.

    Com relação ao sqlinjection, se o usuario utilizar o postgree ele não tem acesso ao mysql_real_escape_string que é uma função nativa do mysql. o bom mesmo é usar um addslashes e o html já resolve 99% dos casos.

    Abraços e até mais, ótimo post, falto apenas o quesito ‘curiosidade’ ^^

    Quer partilhar conhecimento? add no msn: andrelimeira@microcamp.com.br and twitter @andrelimeira



    • JS
      7 de fevereiro de 2012

      Muito bom o artigo.
      Addslashes não resolve os problemas. É possível burlá-lo por um bug na codificação.
      No caso do Postgre, use pg_escape_string().
      É interessante mesmo conhecer a função htmlspecialchars(), mas outra função útil é strip_tags(), que remove todas as tags HTML, e é possível definir as tags permitidas no segundo parâmetro. Por exemplo:
      echo strip_tags($foo, ““); // permite apenas links e textos em negritos. Outras tags serão removidas



  5. Gislailson
    14 de maio de 2011

    Gostei, dicas importantes :)



  6. Jorge
    18 de março de 2012

    Boas Dicas!

    Abraços



  7. Vasco
    7 de agosto de 2014

    Olá Diogo. Li oque escreveste. Apreciei



  8. Diego Silva
    14 de outubro de 2014

    Grades dicas.
    Parabéns pelo site.
    Estou iniciando o curso de PHP pelo adv, http://www.cursoadv.com.br.
    Pra mim a dica de não exagerar nos comentários dos códigos foi de grande utilidade.
    Continue o bom trabalho.


RSS
Twitter
Facebook
Comentários
ASSINANTES
SEGUIDORES
FÃS
COMENTÁRIOS
7794

Subscrever Newsletter
Subscreva a Newsletter:



Aplicativos Android, iPhone e Muito Mais!




Assine a Escola Criatividade Assine a Newsletter da Escola Criatividade Escola Criatividade no Twitter Escola Criatividade no Facebook Escola Criatividade no Youtube Escola Criatividade no Google Buzz