A Adobe lançou uma nova ferramenta para os designers e programadores web… ou pelo menos para aqueles que o pretendem ser. A ferramenta que se juntou aos membros Fireworks, Dreamweaver, Photoshop e afins tem como nome “Muse” e promete ajudar quem não tem conhecimentos nenhuns de programação, seja ela PHP, HTML ou CSS, a fazer websites HTML sem qualquer necessidade de ajuda. A ideia é que os utilizadores apenas necessitem de estilizar a sua página como bem quiserem, quase como se fosse um template para uma carta ou para um documento Word. Ainda na sua versão Beta, o Muse promete ajudá-lo a produzir websites com look profissional com um estalar de dedos. Está espantado com esta possibilidade? Não perca Muse – Como criar sites em HTML5 sem perceber de HTML!

muse

O Adobe Muse permite a qualquer pessoa, de forma totalmente gratuita, criar seus layouts de sites ou blogs, e publicá-los na internet usando HTML5 e CSS3, sem que na verdade tenha de entender como funcionam essas linguagens de programação. Aproveite para fazer os seus testes no Adobe Muse e começar a desenhar seus sites profissionais de forma totalmente gratuita.

1. APRESENTAÇÃO

Tal como Brian Wood apresentou no vídeo acima, Muse é uma ferramenta simples e intuitiva de utilizar.

2. MÃOS À OBRA

O primeiro passo para criar um website é começar um novo website. Para isso, clique em File -> New Site.

Na janela de opções que é aberta, seleccione os tamanhos e espaçamentos de acordo com a sua preferência. Se não tem ideia do que fazer, mantenha os valores originais e clique em OK.

Após clicar em OK você será levado para o ecrã de planeamento, onde pode ver as páginas do seu website. De momento só existe uma, a principal. Se pretender adicionar mais páginas deve utilizar o botão com o “+” que está tanto do lado direito como do lado esquerdo da página principal.

Para editar uma página dê duplo clique sobre a mesma e será aberta uma nova janela de edição da página.

A partir deste ponto você poderá começar a criar o seu design de acordo com aquilo que pretende. As barras de ferramentas presentes do lado direito e no topo do ecrã fornecem-lhe as ferramentas necessárias para desenvolver o seu website e implementar o design que pretende.

3. INSERIR CONTEÚDO

É possível inserir conteúdo utilizando as pré-definições existentes no programa. No menu Insert você encontrará várias opções, como Insert Composition, Insert Menu, Insert Panel, Insert Slideshow, Insert Link Anchor e para os utilizadores que têm conhecimentos HTML e queiram meter a mão no código, tem ainda o Insert HTML. Desta forma você poderá ter total controlo da página, inserindo código HTML.

4. IMPORTAR CONTEÚDO

Se você é um pouco mais entendido na matéria e gostaria de importar conteúdo produzido em Photoshop, fique descansado pois é possível. Seria realmente uma grande falha e um atestado de incompetência se a Adobe não introduzisse essa possibilidade nesta fantástica ferramenta, o Muse. Para importar conteúdo de Photoshop, clique em File -> Place e seleccione o ficheiro .PSD

No entanto a ferramenta de importação de conteúdo não restringe apenas a ficheiros .PSD, que é uma grande vantagem. Sinta-se livre para experimentar importar outros formatos de ficheiro!

5. PRÉ-VISUALIZAR

A pré-visualização do conteúdo pode ser muito importante ao longo do processo de criação do website. Poder perceber como se comportam e como ficam os elementos depois de publicados é extremamente importante para garantir que tudo fica de acordo com a nossa preferência. Para pré-visualizar, clique em Preview no menu superior da janela do Muse.

6. PUBLICAR O WEBSITE

Depois de finalizado, você irá querer que o seu website salte para o mundo da internet, publicando-o. Para publicar, clique no botão Publish presente no menu superior da janela do Muse.

Note que é necessário ter uma conta no Business Catalyst para fazer a publicação da sua página. Se ainda não tem conta, clique em Sign Up e siga os próximos passos

Primeiro passo – Inserir Dados

Insira os seus dados correctamente e clique em Next.

Se quiser continuar é obrigatório aceitar os termos e condições de utilização. Clique na checkbox e de seguida clique em OK.

Agora terá de escolher um sítio para publicar. Como ainda não foi publicado nenhum website, não existem sitio para escolher.

Clique em Next.

Preencha os campos de acordo com a sua preferência, clique na checkbox e clique em Next.

Esta é uma mensagem de confirmação em relação ao processo anterior. Para publicar o website clique em Next.

O conteúdo irá ser enviado para o servidor.

De seguida irá receber uma mensagem de confirmação com um botão para visitar o website. O processo está concluído, visite o seu website!

Aqui está o resultado final:

Pode visitar a nossa página de teste em http://escolacriativ.businesscatalyst.com/index.html

E VOCÊ, JÁ CONHECIA O MUSE?

Já conhecia esta fantástica nova ferramenta da Adobe para criar sites mesmo que não perceba nada de programação e desenvolvimento web? O Muse está bastante completo e interessante, mas será que vai vingar num mercado tão competitivo? Deixe o seu comentário!

Abraços!

 

Autor: Diogo Espinha

Blog do Autor | Artigos do Autor:

Workaholic e totalmente viciado em computadores, Internet e desporto motorizado. Adora praticar desporto, é um curioso da programação em PHP, CSS e HTML5 e não dispensa a companhia do seu Mac OSX 86 Snow Leopard!

Templates Incríveis para seus Projetos:

  • Vigo Shop - Responsive & Multipurpose Joomla Theme
  • Minima - Multipurpose Joomla Template
  • Noo Wedding - The Tasteful Joomla Wedding Template
  • Vigorous - Responsive Multi-Purpose Joomla Theme
  • Product - Responsive Business Joomla Template
  • QVA -One Page Multi-purpose JOOMLA-3X Template
  • BuyShop -  Premium Responsive Virtuemart theme
  • Start - One Page Responsive Joomla Template
  • Fresh Market - Responsive VirtueMart Template
  • Wine Shop - Responsive VirtueMart Template
  • Bag Shop - VirtueMart Responsive Template
  • Decor Multi Purpose Joomla Responsive Template

Gostou deste artigo? Então torne-se fã do Blog no Facebook!



Comentários dos Alunos


  1. Bruno Simomura
    10 de outubro de 2011

    Diogo Espinha,

    Esse tipo de ferramenta tem um valor estratégico de mercado imensurável! Ele traz a real possibilidade para que pessoas com diversos níveis de conhecimento estejam possibilitadas a gerar projetos com um grande potencial dentro dos seus nichos de atuação.

    Ótima ferramenta, classe A++!

    Responder


    • Diogo Espinha
      10 de outubro de 2011

      Olá Bruno Simomura, obrigado pelo seu comentário!
      De facto o Adobe Muse vem abrir as portas do desenvolvimento de websites para pessoas que não têm conhecimentos para isso, mas que necessitam disso para por exemplo, lançar o seu negócio no mundo da internet e fazer imenso sucesso.
      Esta é uma ferramenta que se for utilizada de forma adequada pode ser muito benéfica!

      Abraço!

      Responder


  2. Marcelo Gustavo
    10 de outubro de 2011

    Olá Diogo,

    Muito Boa essa ferramenta e parece ter um tom altamente de Profissionais.

    Boa dica!

    Responder


    • Diogo Espinha
      10 de outubro de 2011

      Olá Marcelo, obrigado pela sua visita! Adobe Muse é uma ferramenta ao mais alto nível, super profissional que promete revolucionar um pouco a forma como os websites HTML são criados.

      Abraço!

      Responder


  3. Marcelo Gonçalves
    10 de outubro de 2011

    Diogo, você não acha que esse programa irá acabar trazendo não problemas, mas inúmeras idéias contrárias de web designers mas veteranos que “custaram” para aprender as linguagens de HTML e CSS, criando para o mercado de trabalho, web designers mal capacitados para atender todas as demandas dos seus futuros clientes?

    Fica a pergunta, um grande abraço.

    Responder


    • Diogo Espinha
      10 de outubro de 2011

      Olá Marcelo Gonçalves, obrigado pela sua visita e comentário. A sua pergunta é muito pertinente e algo que já me tinha questionado a mim próprio.
      Penso que o objectivo desta aplicação não é para quem trabalha na indústria e produz sites para clientes como forma de negócio. Adobe Muse vem facilitar a tarefa àquelas pessoas que gostariam de ter um website para uma determinada finalidade mas não querem pagar por isso. Garantidamente a qualidade do trabalho não será a mesma do que um trabalho feito por um web designer credenciado e com experiência, e se essas pessoas um dia quiserem um website profissional terão sempre de recorrer aos veteranos, que têm a experiência e conhecimento necessário para o fazer.

      Abraço!

      Responder


  4. Jonathan [JCM]
    11 de outubro de 2011

    Eu não sou a favor deste tipo de ferramenta. Vai acabar sendo mais um Dreamweaver para a maioria das pessoas. Onde apenas fazem o layout olhando para o visual, sem se preocupar com a semântica e estruturação do código.

    Pela rápida olhada que eu dei pelo código, percebi que as divs estão sendo usadas demasiadamente, existem classes que declaram a forma que estilizam no nome da mesma, dentre outras.

    @Diogo, sobre a questão de não pagar para um designer criar, a ferramenta não é (não vai ser na realidade) gratuita, e portanto, no meu ponto de vista, seria melhor a contratação de um designer.

    Apenas minha opinião, eu não sou muito fan de código gerado automaticamente. ;)

    Responder


    • CLAUDIO CLAN
      12 de fevereiro de 2014

      Dá uma olhada no codigo que Webplus da Serif gera. Será que é melhor? ou é um codigo semanticamente ruim.?

      Responder


  5. Matheus Pacher
    12 de outubro de 2011

    Acho muito legal e válido este tipo de ferramenta, mas o ruim é que podemos nos acomodar nesses tipos de ferramentas e acabarmos não dando mais valor aos códigos gerados no raciocínio o quando mais precisamos acabamos não sabendo mais.

    Mais vou utilizar sim, como um complemento.

    Abraços!

    Responder


  6. Simone
    14 de outubro de 2011

    Eu sou contra esse tipo de ferramenta, pois corremos o risco de ver os designers web sendo menosprezados, isso é um apoio ao aumento de micreiros da web.

    E pensando em ergonomia e acessibilidade, há uma degradação de valores com os internaltas de todos os lugares, sou a favor de acessebilidade 100% na web.

    Responder


  7. Douglas Gaspar
    27 de outubro de 2011

    Amo os programas da adobe só uso o windows por causa de seus programas se não usaria o linux
    gostei desta nova ferramenta vou baixar pra testar

    Responder


  8. Carlos Gonçalves
    10 de novembro de 2011

    Em outros anos já se tentou fazer isso, acabou mal acostumando um bocado de designers, e depois decidiram que eles deveria aprender código sim. Aí complicou geral pois todos estavam acostumados de outra forma. Quem for designer mesmo não caia nessa armadilha, trate de trabalhar usando os dois lados, o visual e o técnico para não ficar na mão quando o mercado decidir mudar tudo de novo….

    Responder


  9. Lucas Teles
    16 de novembro de 2011

    O mercado SEMPRE terá espaço para bons profissionais, como esses caras que criaram esse software. Nota 10. Como seres humanos temos de evoluir e nos adaptar às constantes mudanças. Encaro esse tipo de projeto como um empurrão para nos desenvolvermos cada vez mais! Seja você o diferencial.

    Responder


  10. Lauro
    17 de janeiro de 2012

    Já tenho um site http://www.laurotoledo.com.br onde mostro meu trabalho(esculturas). Preciso acrecentar informaçoes e mudar o visual do site e ,pelo que vi aqui , mudar com o o Adobe Muse é muito mais simples do que com o Dreamweaver. Mas, não entendi se ao publicar o novo site posso usar tranquilamente meu endereço original. Posso, por exemplo, usar o Firezilla ? Sou obrigado a publicar o site atrelado ao Business Catalyst?

    Responder


  11. Sidney Olímpio
    4 de dezembro de 2012

    Minha duvida é a mesma do Lauro, mas parece que não resposta. Sou obrigado a publicar o site atrelado ao Business Catalyst?
    Por favor nos tirem essa duvida!

    Responder


    • Lauro
      10 de dezembro de 2012

      Oi, Sidney. Não precisa estar atrelado ao Business Catalyst. Você pode salvar o arquivo feito no Muse e mandar pelo FileZilla. Um amigo meu fez assim. E tb vi isso em tutorial no youtube, dá uma olhada lá.

      Responder


  12. israel
    3 de maio de 2013

    Tem como fazer um site dinamico com o Muse? Ou criar no Muse e depois torna-lo dinamico?

    Responder


  13. dgeison
    19 de novembro de 2013

    tenho um questionamento básico. Há possibilidade de se criar sites dinâmicos com essa ferramenta?

    Responder

Comente o Artigo!

RSS
Twitter
Facebook
Comentários
ASSINANTES
SEGUIDORES
FÃS
COMENTÁRIOS
7628

Subscrever Newsletter
Subscreva a Newsletter:



Aplicativos Android, iPhone e Muito Mais!




Assine a Escola Criatividade Assine a Newsletter da Escola Criatividade Escola Criatividade no Twitter Escola Criatividade no Facebook Escola Criatividade no Youtube Escola Criatividade no Google Buzz