Depois de termos passado por vários artigos introdutórios ao PHP, e depois de lhe termos apresentado alguns artigos anteriores Como enviar Dados para o Browser com PHPComo passar informação entre páginas em PHP (Parte I) e  Como passar informação entre páginas em PHP (Parte II) vamos-lhe apresentar o artigo Trabalhando com Bancos de Dados em PHP (Parte I) onde iremos abordar o básico de manuseamento de bancos de dados, como manipular os dados, vários métodos para trabalhar e criar bancos de dados eficientemente e como utilizar os dados guardados nos bancos de dados. Se você se interessa por essa área, não pode perder este e os seguintes artigos onde iremos passo-a-passo ensiná-lo como manusear bancos de dados correctamente e eficientemente.

Os websites da era moderna são incrivelmente poderosos e munidos de funcionalidades que permitem que sejam flexiveis e autónomos, e muita dessa capacidade provém da utilização de bancos de dados onde são guardados dados para utilização posterior.

mysql

Guardar informação permite aos desenvolvedores criar interacções personalizáveis entre as aplicações web e os seus utilizadores, indo desde básicos blogues até aplicações bancárias multi-funcionais que são uma gigantesca rede de ligações seguras entre bancos de dados e informações cruzadas pelo mundo inteiro. Está preparado para começar?

Não perca os nossos conteúdos anteriores relacionados com PHP. Se está a iniciar na linguagem, recomendamos fortemente a leitura dos nossos artigos:

1. O BÁSICO

MySQL é um SGBD (Sistema de gestão de bancos de dados) que lhe permite guardar dados em múltiplas tabelas, onde cada tabela contém um determinado número de colunas nomeadas e em que cada linha é uma entrada na tabela. Frequentemente acontecerá ter tabelas que contêm informações sobre entradas em outras tabelas que permite aos desenvolvedores agrupar informação importante e relevante em pequenos grupos para aliviar a carga dos scripts no servidor, bem como simplificar a obtenção de dados das tabelas. A título de exemplo, vamos-lhe mostrar de forma simplificada como poderá guardar informação sobre artistas do mundo musical:

Trabalhando com Bancos de Dados em PHP (Parte I)

Nesta primeira tabela, existem dois campos: o id de artista (artist_id) e o nome do artista (artist_name). O primeiro campo guarda um número único para cada artista, enquanto que o segundo campo apenas guarda o nome do artista.

Trabalhando com Bancos de Dados em PHP (Parte I)

Nesta segunda tabela existem três campos, o id do album (album_id) o id de artista (artist_id) e o nome do álbum (album_id). Desta forma estamos a atribuir a cada um dos artistas um album que ficará agregado a ele.

2. MANIPULAÇÃO DE DADOS EM TABELAS MYSQL

Os dados de uma tabela MySQL podem ser manipulados através de várias declarações MySQL. Neste passo iremos aprender as declarações que nos permitirão criar uma base de dados, criar uma tabela nessa base de dados, inserir dados na tabela, obter dados da tabela, modificar os dados na tabela e ainda como apagar dados da tabela. Para facilitar as operações, todas as declarações irão ser executadas usando o painel de controlo phpMyAdmin:

Trabalhando com Bancos de Dados em PHP (Parte I)

2.1 CRIAR BANCO DE DADOS

Para criar um banco de dados utilizando as declarações SQL, clique no separador SQL e insira o seguinte comando:

CREATE DATABASE <nome_do_bancodedados>

Neste caso vamos criar uma tabela com o nome “artistas” utilizando CREATE DATABASE artistas:

Trabalhando com Bancos de Dados em PHP (Parte I)

Depois de criado o banco de dados, aceda ao mesmo clicando sobre o seu nome na lista de bancos de dados presente do lado esquerdo da janela. A partir deste momento você está dentro do banco de dados “artistas”.

2.2 CRIAR TABELAS

Para criar uma tabela o processo é igualmente simples, e é a primeira coisa que terá de fazer antes de começar a trabalhar e a introduzir os dados no banco de dados. Vamos criar a nossa primeira tabela como demonstrámos na primeira imagem deste tutorial, utilizando a sintaxe SQL adequada:

Trabalhando com Bancos de Dados em PHP (Parte I)

A leitura do código é bastante simples pois a sintaxe SQL é considerada bastante legível. Na primeira linha do comando estamos a dar a ordem de criação da tabela, ressalvando que ela não existe ainda. Se existir, não é criada.

Depois criamos logo os dois campos da tabela, artist_id definido como Integer, Chave primária e com auto-incremento. Isto faz com que não haja repetição do id de artista e seja único e considerado a chave primária da tabela. Depois criamos o campo do nome do artista com um limite de 150 caracteres.

Agora vamos fazer um processo semelhante para criar a tabela de albums:

Trabalhando com Bancos de Dados em PHP (Parte I)

Mais uma vez o código é bastante perceptível. Na primeira linha do comando estamos a dar a ordem de criação da tabela, ressalvando que ela não existe ainda. Se existir, não é criada. Depois criamos logo os três campos da tabela, album_id definido como Integer, Chave primária e com auto-incremento.

Isto faz com que não haja repetição do id de album, seja único e considerado a chave primária da tabela. De seguida criamos o campo artist_id como integer e o album_name como varchar com limite de 150 caracteres, e temos as 2 tabelas criadas!

Trabalhando com Bancos de Dados em PHP (Parte I)

No próximo artigo iremos continuar a abordar a criação de tabelas, manipulação de dados e perceber quais os tipos de dados em MySQL, não perca!

Abraço e até já!

 

Autor: Diogo Espinha

Blog do Autor | Artigos do Autor:

Workaholic e totalmente viciado em computadores, Internet e desporto motorizado. Adora praticar desporto, é um curioso da programação em PHP, CSS e HTML5 e não dispensa a companhia do seu Mac OSX 86 Snow Leopard!

  • Explorer - Factory Construction & Ship Building Joomla Theme
  • Justice - Attorney and Law Firm Joomla Template
  • OwnFolio - One Page Personal Portfolio / vCard / Resume / Showcase Joomla Template
  • Big Business - Responsive Template
  • Merab - Creative Multipurpose Drupal 8 Theme
  • Fitness Academy Joomla Template
  • Fruition - Business Joomla Template
  • Educate | Education & Courses, Kindergartens Joomla Template
  • Constructive - Contractors Multipurpose Joomla Landing Page Theme
  • Vina Bubox - VirtueMart Joomla Template for Online Stores
  • BizOne - One Page Parallax Drupal Theme
  • LawHouse - Responsive Lawyers Attorneys Joomla Template

Gostou deste artigo? Então torne-se fã do Blog no Facebook!



Comentários dos Alunos


  1. José Correia
    6 de março de 2012

    Obrigado por ter aproveitado a minha ideia.
    Fiqui muito contente. Abraços e espero que a série continue em grande. Parabens :D



    • Diogo Espinha
      6 de março de 2012

      Olá José, fico contente por ter gostado do artigo!

      Abraço



  2. Marcos Vinicius Nascimento Pereira
    30 de março de 2012

    Boa tarde Diogo Espinha, muito bom os seus posts, programar realmente é um desafio … eu uso wordpress profissionalmente. Sou Marcos Vinicius e te escrevo aqui do Brasil … tenho uma dúvida imensa, pode me ajudar por favor ? Lá no admin do WordPress (3.3.1) em Usuários, tem várias opções para selecionar o nível do usuário mas não tem aquela opção “nenhuma função no site” que no momento estou precisando muito. Sou programador iniciante e se puder me dar uma dica para inserir o código certo no lugar certo, vou lhe agradecer muito mesmo. Abraços



  3. Marcelino AJ
    2 de maio de 2012

    Oi Diogo. Já sei da existência da escola criatividade, mas ainda não havia me interessado em acompanhar os artigos.
    Mas esta série de artigos sobre PHP chamou-me a atenção.
    Gostei muito dos artigos até aqui e pretendo continuar acompanhando.


RSS
Twitter
Facebook
Comentários
ASSINANTES
SEGUIDORES
FÃS
COMENTÁRIOS
7794

Subscrever Newsletter
Subscreva a Newsletter:



Aplicativos Android, iPhone e Muito Mais!




Assine a Escola Criatividade Assine a Newsletter da Escola Criatividade Escola Criatividade no Twitter Escola Criatividade no Facebook Escola Criatividade no Youtube Escola Criatividade no Google Buzz