Temos vindo a abordar a linguagem de programação PHP nos últimos tempos, dando as noções básicas e necessárias para quem nunca teve uma experiência na área, possa dar os primeiros passos em segurança. Neste artigo vamos abordar as variáveis e tipos de dados em PHP, entrando um pouco mais na programação. Dando continuação ao artigo, hoje apresentamos-lhe Variáveis e Tipos de Dados em PHP – Parte II!

Se não leu ainda a parte I deste artigo, pode lê-lo aqui – Variáveis e Tipos de Dados em PHP (Parte I)

Considere também outros artigos relacionados com PHP:

O QUE SÃO INTEGERS?

Um Integer é um número inteiro positivo ou negativo ( sem valores decimais). Por exemplo, os números 10 e -56 são integers, mas 1,5 não é. Como o PHP é uma linguagem escrita, não há necessidade de declarar as variáveis como Integers, No entanto, se achar necessário pode fazê-lo usando a seguinte sintaxe:

$num = 27; // Ao não utilizar aspas, irá ser sempre integer
$num = (int) "3 De Março"; // Aqui será assumido o 3
$num = (int) "Seis"; // Aqui será assumido 0
$num = (int) "Seis 5"; //  Aqui será assumido 0

O valor de uma string irá sempre ser zero a não ser que a mesma comece com um valor numérico, como por exemplo “20 dias”. Neste caso será assumido o 20.

O QUE SÃO FLOATS?

Os números Float são números de valor decimal, ou números reais. Isto inclui números como 2,11111 ; 3,14 ou 1,1. Há que tomar em atenção o facto de que os números float podem produzir resultados inesperados, pois é impossível representar todos os valores com um número limitado de dígitos. Um bom exemplo disso mesmo é 1/3, que leva à repetição decimal 0,333333333(3). Por esta razão não deverá utilizar Floats para efeitos de comparação.

É possível verificar se uma variável é do tipo float, utilizando ou a função is_float() ou is_real():

<?
  $valor = 1.7;

  if(is_float($valor)){
    echo 'A variável $valor é do tipo float';
  }
?>

O QUE SÃO VALORES BOOLEAN?

Um valor Boolean é a forma mais simples de dados. Apenas pode conter dois valores – True ou False. É importante referir que False (sem aspas) é diferente da string “False”, tal como acontece com True. De salientar também que os valores Boolean não são sensíveis a maiúsculas. Os valores Boolean são especialmente úteis quando se determina se uma condição existe. Por exemplo, utilizando uma declaração If-Else, podemos efectuar uma série de acções se o valor for verdadeiro:

<?php
    if($condicao === true)
    {
        echo 'A condição é Verdadeira';
    }
    else
    {
        echo 'A condição é Falsa';
    }
?>

O QUE SÃO ARRAYS?

Arrays são um dos tipos de dados mais poderosos e importantes em PHP, devido à sua capacidade de indexar informação usando uma chave. Isto significa que um array pode guardar várias partes de informação na mesma variável, todas indexadas por uma chave. Imaginando que estamos a falar de um blog, e pretende guardar um artigo em variáveis sem a utilização de arrays, utilizaria o seguinte:

<?php
        $art_titulo="Titulo do Artigo";
        $art_data="6 de Maio de 2011";
        $art_autor="Diogo Espinha";
        $art_texto="Este é um exemplo de artigo.";
?>

Este processo pode-se tornar confuso ao longo do tempo, então para simplificar utiliza-se um array:

<?php
    $artigo = array(
        'titulo'=>'Titulo do Artigo',
        'data'=>'6 de Maio de 2011',
        'autor'=>'Diogo Espinha,
        'texto'=>'Este é um exemplo de artigo.'
        );
?>

O ganho na utilização de um array resido no facto de que simplifica o processo e passa a ter a informação toda na mesma variável, neste caso a variável $artigo. Então, para você acessar os dados dentro do array, siga o exemplo abaixo:

<?php
    echo $artigo['titulo'];
    echo $artigo['data'];
    echo $artigo['autor'];
    echo $artigo['texto'];
?>

Neste caso utilizámos um mapeamento manual, mas podemos utilizar um mapeamento automático, que é numérico e começa em zero. Desta forma você acessa os valores dentro do array que foram indexados automaticamente utilizando o mapeamento numérico, sem a utilização de aspas. Então, para criar o mapeamento automatico, siga o exemplo abaixo:

<?php
    $artigo=array('Titulo do artigo','6 de Maio de 2011','Diogo Espinha','Este é um exemplo de artigo.');
?>

Então, como o mapeamento automático começa em zero, “Título do artigo” terá o index 0, “6 de Maio de 2011″ terá o index 1, “Diogo Espinha” terá o index 2 e “Este é um exemplo de artigo.” terá o index 3.

Agora podemos utilizar este mapeamento para criamos a saída que quisermos. Se pretender mostrar todos os itens do array:

<?php
    echo $artigo[0];
    echo $artigo[1];
    echo $artigo[2];
    echo $artigo[3];
?>

Poderá também utilizar a concatenação e juntar 2 itens da variável na mesma saída:

<?php
    echo $artigo[0], ' Por ',$artigo[2],' no dia ',$artigo[1];
?>

A saída deste pequeno snippet seria “Título do artigo Por Diogo Espinha no dia 6 de Maio de 2011″.

GOSTARIA DE PARTILHAR OS SEUS CONHECIMENTOS?

Gostamos imenso que os nossos leitores participem nos nossos artigos, contribuindo com o seu conhecimento para a comundidade criativa. Não perca mais tempo, comente já o artigo e deixe a sua participação!

Abraços

 

Autor: Diogo Espinha

Blog do Autor | Artigos do Autor:

Workaholic e totalmente viciado em computadores, Internet e desporto motorizado. Adora praticar desporto, é um curioso da programação em PHP, CSS e HTML5 e não dispensa a companhia do seu Mac OSX 86 Snow Leopard!

  • Explorer - Factory Construction & Ship Building Joomla Theme
  • Justice - Attorney and Law Firm Joomla Template
  • OwnFolio - One Page Personal Portfolio / vCard / Resume / Showcase Joomla Template
  • Big Business - Responsive Template
  • Merab - Creative Multipurpose Drupal 8 Theme
  • Fitness Academy Joomla Template
  • Fruition - Business Joomla Template
  • Educate | Education & Courses, Kindergartens Joomla Template
  • Constructive - Contractors Multipurpose Joomla Landing Page Theme
  • Vina Bubox - VirtueMart Joomla Template for Online Stores
  • BizOne - One Page Parallax Drupal Theme
  • LawHouse - Responsive Lawyers Attorneys Joomla Template

Gostou deste artigo? Então torne-se fã do Blog no Facebook!



Comentários dos Alunos


  1. Jonathan [JCM]
    7 de maio de 2011

    Muito bom Diogo, ótimo guia para iniciantes, ainda mais na hora de efetuar comparações ou documentar as classes.

    Acho que deveria ter falado também sobre as constantes.



    • Diogo Espinha
      8 de maio de 2011

      Olá Jonathan, obrigado pelo seu comentário! As constantes serão abordadas futuramente :)

      Abraço


RSS
Twitter
Facebook
Comentários
ASSINANTES
SEGUIDORES
FÃS
COMENTÁRIOS
7794

Subscrever Newsletter
Subscreva a Newsletter:



Aplicativos Android, iPhone e Muito Mais!




Assine a Escola Criatividade Assine a Newsletter da Escola Criatividade Escola Criatividade no Twitter Escola Criatividade no Facebook Escola Criatividade no Youtube Escola Criatividade no Google Buzz